Bem vindo ao blog da Tração Online!

Growth Marketing, Veed: A importância da avaliação externa no aperfeiçoamento do produto

A plataforma on-line de edição de vídeos Veed, criada em 2017 pelos desenvolvedores ingleses Sabba Keynejad e Timur Mamedov, é um exemplo de que criatividade e customização podem gerar grande impacto. A origem da startup foi bastante convencional: os fundadores deixaram seus empregos e investiram suas economias na ideia de tornar mais simples as edições de vídeos. Quando a Veed iniciou um trabalho de vendas focado em empresas através de e-mail e ligações "frias", se deparou com a grande dificuldade em manter as conversas fluindo após os primeiros contatos.

Então Sabba, sócio à frente do marketing, entendendo que precisava se diferenciar para atrair as atenções, fez um movimento criativo:

  • Selecionou um dos contatos de quem aguardava respostas;
  • Comprou um pombo de plástico na Amazon para iniciarem o experimento, que foi todo documentado em vídeo;
  • No corpo do pombo, fixou a mensagem desejada, e postou pelo correio a um prospect;
  • Tirou uma foto do pombo sendo despachado e publicou no Twitter da Veed, marcando a conta do seu contato.

 

Bingo! Apenas uma hora depois de twittar sua foto, Sabba conseguiu retorno por e-mail agendando reunião para a semana seguinte. O vídeo gravado foi editado e postado no Youtube, gerando mais de mil visualizações - e certo burburinho.

CURIOSIDADE

Inspirado (a) pela ação da Veed? Compre agora mesmo a sua mensagem anexada a um pombo diretamente no site da startup

Essa não foi a única ação inusitada que a Veed fez para atrair a atenção do público. Logo após conquistarem os primeiros 50 usuários na versão paga da plataforma, fizeram fotos segurando cartazes personalizados para agradecer a cada um dos seus clientes, chamando-os pelo nome. Continuaram a iniciativa até atingirem os 100 primeiros pagantes, dias depois.

Não convencional é também a forma que a Veed se comunica com seus públicos via blog. Com a geração de conteúdos absolutamente sinceros e transparentes, a startup compartilha suas histórias, números e curiosidades em publicações como "por que passamos a colocar marca d'água nos vídeos gratuitos" e "como passamos de 0 a 50.000 usuários sem propaganda", por exemplo. 

Suas narrativas geram identificação, e o público se sente parte do que estão construindo.

PERSEGUINDO O PRODUTO REAL

A criatividade (e a resiliência) dos fundadores da Veed também foi testada na etapa de aprimoramento da plataforma. Quando perceberam que parte dos usuários que não baixavam o trabalho final, ou seja, apesar de montarem os vídeos não os usavam para nada, correram para entender os motivos. Assim, enviaram e-mail a todos os usuários perguntando se teriam alguns minutos para um bate-papo sobre a ferramenta, mas apenas uma pessoa respondeu. Tentaram também o envio de vídeos personalizados, onde Sabba chamava o usuário pelo nome pedindo uma conversa rápida, mas nem assim tiveram retorno. Partiram, então, para contatos "desconhecidos" fora da plataforma:

  • Em grupos de discussão do Facebook sobre edições de vídeos;
  • Em conversas com pessoas que deixaram avaliação em aplicativos de edição de vídeos no Google Play;
  • Via Linkedin, com profissionais da área.

Nada deu resultado.

Bom, se não estavam conseguindo respostas de forma espontânea, será que conseguiriam pagando? Sabba testou essa hipótese inserindo mensagem em sites de emprego, recrutando criadores de vídeo, profissionais de marketing digital e públicos relacionados para um bate-papo em vídeo de 30 minutos, por US$ 10 cada.

A estratégia finalmente trouxe "voluntários". Nos três dias seguintes, Sabba fez 15 videochamadas, onde aprendeu sobre o trabalho dos criadores: como era o dia a dia, o que funcionava para eles e que ferramentas de trabalho usavam. Rapidamente sua agenda se encheu com muitos outros profissionais que toparam conversar - muitos abrindo mão de cobrar. 

Para alguns desses contatos, Sabba pediu que testassem e avaliassem a Veed, obtendo a percepção dos mesmos em sessões de bate-papo que foram imensamente valiosas para aprenderem sobre a experiência do usuário, interface e recursos ausentes. Desde então, com uma direção mais clara, várias solicitações de recursos e um grupo de pessoas dispostas a ajudar, a Veed tem atualizado a plataforma.

Em 2019, apenas 4 meses depois de disponibilizarem sua versão paga, a jovem startup alcançou importante marco de lucratividade: celebraram US$ 5.000 em receita recorrente, a contratação de dois funcionários e o crescimento constante e consistente no número de usuários, que hoje já chegam a 1 milhão. Atualmente a empresa registra lucro de US$ 7 milhões por ano e recentemente recebeu um grande investimento de US$ 35 milhões do fundo Sequoia.

Projetos relacionados

Ao invés de combater a incerteza que tal abraça-la?

Temos um amor desproporcional por nossas próprias ideias, afinal cultivamos elas com muito carinho,...

veja mais

Quatro estratégias de crescimento da Nike para o seu negócio

Atualmente a marca de moda mais valiosa do planeta, superando os US$ 33 bilhões em valor de mercado...

veja mais