A grande vantagem do comarketing é somar forças com outra empresa que prospecta a mesma persona. Duas bases somadas, divulgando um conteúdo que faça sentido para a persona de ambas

As empresas que se unem para uma ação de comarketing nunca brigam pela mesma verba. Na verdade, oferecem soluções para dores diferentes, como irmãs que com um único material conseguem agradar a todos.

Pensando em agilizar a estruturação de um experimento de comarketing, montamos esse fluxo abaixo para ajudar.

Para estruturar seu experimento de comarketing você vai precisar dos seguintes profissionais:

  • Gestor
  • Redator
  • Designer
  • Operacional

O tempo médio necessário para rodar um experimento como este, de ponta a ponta considerando que o tema do material que será divulgado não é novidade é de no máximo 15 dias entre definição do parceiro e análise dos resultados.


Ações:

 

1- Criar lista de empresas que atendem o mesmo perfil de clientes, porém sem concorrência (gestor)

  • Foco em empresas que possivelmente tem uma boa base de leads

* Dica: O tamanho da base importa MUITO.

 

2 –  Escolher o parceiro de co-marketing e negociar detalhes com ele (gestor)

  • Definir data de disparo e deadlines, tamanho, perfil e qualidade das bases, conteúdo e formato do email enviado para cada base

* Dica: Começar comarketing em parceria com outra empresa que também está começando esta ação não é recomendado). Também pode priorizar empresas que já possuem alguma relação, para facilitar e agilizar as negociações.

 

3 –  Definir tema do ebook (gestor)

  • Tema que seja importante para a base do parceiro e que faça um link com a solução que é oferecida.

 

4 –  Criar o fluxo de emails de qualificação e configurar na ferramenta (gestor)

  • Normalmente um fluxo de 4 emails, enviados em uns 10 dias:
    • Agradecimento após o download do ebook e apresentando a empresa
    • 2 emails falando de assuntos complementares aos do ebook, aprofundando no problema que foi levantado
    • Último email com CTA para o trial/download (caso ainda não tenha convertido anteriormente)

*Dica: Atenção para diferenciar quem são cadastros novos e quem são leads que já estavam na sua base e também converteram no ebook. Pode fazer sentido criar fluxos diferentes. Vale pensar sobre.

 

5 –  Definir métricas que serão avaliadas em ambos os lados (gestor)

  • Quantos receberam, taxa de abertura, taxa de cliques, etc…

 

6 –  Escrever o conteúdo do ebook (redator)

  • Uma vez que o tema escolhido tenha sido definido, é possível reaproveitar conteúdos já escritos para o blog/site. Quando tiver vários ebooks já escritos é possível ir mudando pequenos trechos para dar abordagens diferentes e facilitar a produção

 

7 – Escrever o copy para o assunto corpo do email (readator)

  • Criar um texto e layout atrativo para divulgar o ebook para os seus próprios leads

 

8 – Diagramar ebook (designer)

  • Diagramação simples, mas com visual atrativo e que seja diferente a cada novo ebook. Junto com o tema é o que mais impacta para motivar o download

 

9 – Estruturar e disparar na ferramenta

  • Conferir audiência/lista
  • Criar o html/layout do email
  • Disparar o email marketing com o ebook para a própria base

 

10 –  Enviar report do disparo para o parceiro e cobrar report dele (gestor)

  • Uns 3 dias após o disparo, enviar um email simples ao parceiro com as métricas coletadas no sistema de envio de email mkt e solicitar as dele, para conseguir saber como foi a conversão

 

11 –  Analisar o resultado da ação e avaliar pontos a serem melhorados (gestor)

 

Rodou o experimento de ponta a ponta? Funcionou? Conta pra gente nos comentários qual foi o aprendizado para o seu negócio 😉